Guia Rápidos

ebook lapis de noiva

Planner de Casamento

{Dicas Úteis} 7 motivos para se casar no campo

Casar no campo representa sempre contato com natureza, e costuma ser um cenário perfeito para casamentos leves, delicados e cheios de luz.

Vocês sabem da nossa paixão escancarada por casamentos no campo, não é verdade? Mas não somos só nós que amamos um belo casamento em meio a natureza, os fotógrafos também são fãs de carteirinha (rs).

Por isso hoje convidamos o Vitor Barboni, fotógrafo super talentoso e nosso querido parceiro que tem uma vasta experiência em fotografar casais nesse ambiente, pra contar pra gente alguns dos motivos pelo qual ele adora fotografar no campo. Vamos lá?

1 – A possibilidade muitas vezes dos noivos se arrumarem no mesmo local, pois fazendas, e até e mesmo sítio da família oferecem esses espaços e além de termos a mesmas luz, mesmas cores e estilo do que será o casamento depois, podemos sempre fotografar mais momentos como uma noiva de roupão andando pelo salão conferindo a decoração, fotos com as madrinhas bem mais descontraídas e claro, muito tempo para registrar mais histórias do que apenas fotos protocolares.

2 – E se o casal está se arrumando no mesmo lugar, umas das coisas que acontece muito nos casamentos no campo, por conta dessa leveza, é quando eles fazem o first look, que já que é para sair do tradicional. Não tem momento mais lindo onde o casal se encontra antes, né?

3 – O cenário rendendo sempre muito mais fundo, e muita coisa acontece, detalhes que não são só relacionados ao casal mas que faz muita parte da história. Temos sempre fotos dos decoradores finalizando trabalhos, o pessoal da cozinha se movimentando, a boleira montando as mesas…Sempre achei muito tradicional apenas o casal chegar e ver tudo pronto, sentia falta do casal ver um pouco do processo antes de tudo ficar pronto, pois acreditamos que já é parte do casamento, e sem contar que muitas vezes o casal acaba fazendo muita coisa ou colocando seus detalhes na decoração, nem que seja uma foto da vó da noiva sendo colocada por ela em uma prateleira.

4 – Ninguém gosta muito de poses montadas na fotos, uma coisa que reparei muito é que quando fotografamos no campo, aquelas fotos pós cerimônia costumam ser muito mais leves, pois o casal passou um dia tranquilo, a cerimônia aconteceu ao meio da natureza sem muitos protocolos de padres e pastores,o que deixa esse momento final bem mais leve. Apenas damos continuidade na presença deles no ambiente e o resultado costuma ser muito legal com muito pouco esforço.

5 – Algo importante que sempre comento com os casais é sobre horário, costumo até sugerir mudança de horários as vezes (rs). Casamento no campo na nossa percepção tem que começar, finalizar a cerimônia e fotos após a cerimônia ainda com luz natural, só a festa mesmo ficando para a noite. Então estudamos muito a posição da luz, da época do ano e do local…Se é mais baixo, mais alto, se tem árvores e tal, e com isso sugerimos muitas vezes adiantar alguns minutos o horário da cerimônia para que o final ainda seja com luz. É muitas vezes uma mudança de comportamento, pois muitos acham que a balada tem que ser tarde para o povo curtir, mas quando explicamos o valor de se aproveitar o máximo a luz ambiente muitas vezes eles aceitam. Em média um horário ideal para se casar seria as 16h, mas dependendo do espaço até as 15:30h (quando não é horário de verão).

6 – Saber a época do ano x região também é importante. Tem casais que querem casar de dia mas não podem nem sonhar na possibilidade de um plano B caso a chuva apareça. Então é sempre importante o casal saber da região que vão casar qual a época que a probabilidade de chuva é menor. Casar no campo em janeiro é bem mais arriscado de ter uma chuva no fim do dia do que escolher um mês de julho ou agosto; não é regra nem uma visão, mas acredito que um pouco de atenção sempre vale a pena.

7 – Moramos em um pais tropical com uma luz muito forte, hoje com a internet muitos casais tem como referência aqueles casamentos lindos com fim de tarde de luz mais baixa e suave. Então na hora de escolher a data, é sempre bom entender em qual época do ano temos uma luz mais suave no Brasil, e também com dias menos quentes para não torrar os convidados debaixo do sol. Claro que não é uma regra, mas percebemos uma demanda muito maior de casamentos realizados de dia entre os meses de maio até final de setembro.

Do mais, podemos afirmar que nada se compara a diferença de leveza das noivas que casam-se no campo. Esperamos ter ajudados aos noivos que ainda não tomaram essa decisão.

–> Caso ainda estejam com dúvidas, que tal marcar um café com o Vitor Barboni? Ele irá amar conhecer vocês e ajudar no que for possível.

Gente que ama o que faz

Vitor Barboni coloca seus sonhos, seus sentimentos, seu ponto de vista do mundo, e suas alegrias em cada trabalho, e o mais gratificante de tudo, é no final, ficar de frente com um casal, revendo suas fotos e poder tirar sorrisos dos rostos deles, e saber que daqui alguns, um pedaço da história dessa família ainda será lembrada através das imagens que conseguiu registrar.

Fiquei noiva, por onde começar?

Fiquei noiva, por onde começar?

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário via blog

Comentários via blog