Tudo que você precisa para casar

{Dicas Úteis} Como ter uma cerimônia de casamento emocionante e inesquecível?

Coração batendo mais forte, as lágrimas de felicidade surgindo repletas de emoção e completamente sem controle, uma sensação de felicidade que não cabe no peito. Esses são os motivos pelo qual nós nunca vamos esquecer o momento que mais amamos nas cerimônias de casamento: a hora do SIM mais importante da vida!

Ahhh, meninas, só de falar sobre isso já ficamos com lágrimas nos olhos, afinal já passamos por isso e queremos que este momento seja tão intenso para você quanto foi para nós.

Mas para chegar ali, no altar, naquele momento olho no olho com a pessoa amada, é preciso saber como escolher a pessoa que vai contar a jornada de vocês. Para ajudar, convidamos o querido Mauricio Macri do Eu caso vocês, para dar algumas dicas sobre como ter uma celebração cheia de significado.

Uma cerimônia de casamento perfeita para o Maurício é aquela que considera quatro grandes questões: a história de amor do casal, a família, suas convicções religiosas e o efeito civil. Um bom celebrante vai saber fazer isso.

 

Lutterbach Fotografia

 

Por onde começar?

O primeiro passo se inicia na definição do formato desejado pelo casal. Diferentemente do que acontecia há alguns anos, hoje casais de religiões e crenças diferentes são muito mais comuns. Então o primeiro passo para o casal é definir como será a celebração e quem será o celebrante.

A opção pode ser a de ter um casamento dentro de uma religião específica, contratar um celebrante profissional, se casar no cartório com um Juiz de Paz ou convidar um amigo. Independentemente de qual seja a escolha, o mais importante é que este momento seja algo que represente o estilo, os desejos e a vontade do casal.

 

Foto: Seiva Fotografia

 

A busca do seu celebrante

Na procura para conhecer quem celebrará o seu casamento, é importante que o casal encontre uma identidade de estilo, de ideias, e se existe de fato afinidade com essa pessoa. Tente descobrir o máximo de informações sobre a forma de atuação da pessoa que celebrará seu casamento. Muitas vezes são conceitos subjetivos mas que devem ser observados.

Mas para saber se é essa a pessoa que você vai escolher para contar a sua história, você deve primeiramente ter uma boa conversa – e perguntar claramente o que a pessoa sente a respeito do trabalho que realiza, quais as motivações desse profissional, peça para que ele fale sobre o estilo dele, sobre a experiência, etc. Peça para ver materiais – veja seus vídeos, veja suas redes sociais, como ele escreve, como ele se comporta, veja se ele trabalha muito ou pouco. São pequenos detalhes que farão você ter sinais e poder construir essa certeza. A confiança surgirá como um sinal – e ele será claro se você estiver atento. Um bom profissional, um bom celebrante, terá o foco do seu trabalho no casal e não nele mesmo.

Vitor Barboni

 

Uma cerimônia inesquecível

A cerimônia ideal é a que representa o noivo e a noiva como indivíduos e também sua identidade como casal – e que também dedica um olhar cuidadoso para seu contexto familiar, seus amigos, os valores, crenças e princípios do casal e de todos os que estarão presentes. “Eu atendo literalmente todos os perfis de casais. Mais jovens, mais simples, mais sofisticados, nerds, geeks…a diversidade de estilos é virtualmente infinita, cada pessoa tem suas preferências. Um texto pensado e preparado exclusivamente para o casal garante que seu estilo e sua identidade seja representada na celebração.”

Procure saber se o celebrante tem flexibilidade e sabe se adaptar o estilo da condução, da fala, das expressões verbais, das idéias, dos conceitos; sendo que essa adaptação deve acontecer com naturalidade para que seja real aos olhos e ouvidos dos convidados.

 

Foto: Victor Silvério

 

Emoções à flor da pele

“Realizo celebrações que emocionam! Esse é o meu propósito”, conta Mauricio. Hoje o mercado de casamentos oferece muitas possibilidades de rituais: areias, vinho, água, velas, rosas, etc. Existe uma infinidade de opções para o casal. Porém em primeiro lugar, a celebração precisa ter um bom conteúdo e o profissional deve ser preparado para conduzir a cerimônia mesmo em situações onde é necessário certo improviso. A celebração é viva e tudo pode acontecer! Ela não precisa necessariamente ter algum ritual ou estilo – Primeiro, um bom roteiro! Um material de muita qualidade, um texto perfeito para o casal! Os rituais são mais um item de personalização – muito mais do que um pacote oferecido em uma proposta, o casal deve avaliar a inclusão dos rituais se realmente representarem a vontade, o estilo, o desejo e principalmente: tiver significado real para o casal.

 

Vitor Barboni

 

Voto de casamento não é um TCC

Os votos de casamento também são um ponto importante a ser avaliado. Muitos casais não se sentem confortáveis para falar em suas celebrações. “Eu brinco com uma dica simples para quem tem receio de falar seus votos: voto de casamento não é um TCC. Ninguém está te avaliando e é normal a voz embargar, dar uma travadinha, uma lágrima, uma emoção, tudo isso faz parte”, sorri Mauricio. Se você mesmo assim optar por não fazer os votos, converse com quem celebrará o casamento sobre as opções que vocês podem ter neste momento. Um bom profissional saberá o que fazem em qualquer uma das situações. Sua celebração não ficará incompleta ou menos bonita sem os votos. Mas é fato que votos próprios trazem uma autenticidade que ninguém pode substituir. E é um momento muito envolvente e bonito da celebração.

Dica para escrever os votos:

Mauricio poderia te dar muitas, mas vai dar uma só!

“Não assista votos de outras pessoas. Seja você mesmo(a), escreva e fale do jeito que você sempre fala com seu noivo ou sua noiva. Não se preocupe com formatos ou com quantidade de texto. Faça um exercício: imagine o que você gostaria de escutar dessa pessoa que você ama e escreva isso do seu jeito, para ela ou ele. É infalível!”

 

Foto: Moyra e Tiago

 

Abrindo o coração

Uma vez tendo escolhido o profissional, confiem nele plenamente. Nas reuniões, falem livremente, abram o coração e contem tudo – tudo mesmo! Cada informação é importante para o contexto da história e do casal – até mesmo as que não serão levadas no dia. Pontuem as partes críticas da história, as que devem ou não devem ser utilizadas. E se permitam sentir as emoções que muitas vezes já surgem na reunião – tudo faz parte da história do casal e se surgiu no processo de criação, não foi por acaso.

 

Foto: Marcelinos

 

O grande dia

No dia do casamento se permita sentir todas as emoções deste momento que certamente será inesquecível! Ansiedade, nervosismo, expectativa, tudo isso é normal e até os melhores profissionais sentem esse frio na barriga. Ali, no momento da celebração, sejam vocês mesmos! Não existe nada mais autêntico do que isso e é a garantia para que todos reconheçam o quanto vocês estão felizes em estar ali, declarando sua união e seu amor para as pessoas mais queridas e amadas por vocês em uma celebração que seja realmente emocionante!

 

A essência do bem

Veja Também:

{Canal do Lápis} Como fazer os votos do casamento?
Simbologias na cerimônia de casamento: usar ou não usar?
vídeo dos votos – Lorena & Diego

Tudo que você precisa para casar

Favoritos

Para favoritar esse post,
você precisa fazer login com usuário noiva/noivo.

Ainda não tem uma conta?
Cadastre-se