os “damos”

estava ansiosa pra contar pra vocês sobre os damos. ansiosa porque o meu maridinho está louco pra postar as fotos e mandar pros amigos e ansiosa por outro motivo que já vou contar.

antes, deixa eu falar um pouco sobre essa história da palavra “damos”. o nome original é americano, “groomsmen”, que seria na verdade, a figura dos padrinhos no Brasil. eu não acho que sejam padrinhos porque tem um monte de característica que difere, e chamar de groomsmen fica meio pesado e difícil de pronunciar (algumas palavras em inglês não dá pra adaptar neh). então, prefiro chamar mesmo de “damos”. se está certo ou não, não sei, mas eu gosto :)

no nosso casamento não tivemos padrinhos e madrinhas. nossos pais entraram e nossas irmãs com os respectivos maridos e depois entraram os damos e as damas. o ideal é que eles entrem separados, mas já vi vários casamentos, inclusive americanos que formam o casal (talvez seja pra economizar tempo na cerimônia). gosto deles separados porque normalmente eles não são casal de namorado, nem marido e mulher. são os amigos do noivo e as amigas da noiva, que se duvidar, nem se conhecem (como foi o meu caso). mas é só a minha opinião.

ah, só um esclarecimento: você pode ter padrinhos e damos/damas também. a entrada fica bem longa (e pode cansar os convidados que estão assistindo a cerimônia), mas o casamento é seu, os padrinhos são seus e quem decide isso é você, porque padrinhos e damos são pessoas especiais e que devem estar lá, no seu grande dia. então, a minha opinião é de que você pode sim ter os 2 ao mesmo tempo! :)

vocês lembram que falei que estava ansiosa por este post por outro motivo? então, é porque quero contar pra vocês da amizade dos rapazes que estão nas fotos que vocês vão ver. é raro você unir seus amigos “mais chegados que irmãos”, e todos eles serem amigos. sempre tem um que foi amigo de uma fase, ou infância, ou quem sabe um primo… enfim. no caso dos damos do Diego não foi assim. todos os 7 damos são amigos do peito, de longa data. já viveram mil e uma aventuras, já aprontaram um monte (mas não vou falar disso aqui hihi), já choraram juntos, topam tudo sempre, e são verdadeiros cúmplices. dos 7, 4 estudaram juntos na mesma sala desde o jardim de infância! olha que lindo!!! nessa vida eu vi poucas amizades assim.
eu sou muito grata a eles, não por terem aprontado juntos (ai ai ai), mas porque eles foram a segunda família do meu marido, um ombro amigo (literalmente), e mostraram Jesus pra ele, o que fez do Diego uma pessoa maravilhosa e eu sou a mais beneficiada! :)

eu vou falar mais deles quando escrever sobre as lembrancinhas para os “damos”e “damas”.

as vezes eu acho que escrevo muito, mas é que gosto de falar tudo o que vivi durante a fase dos preparativos e o que vivi no grande dia. sinto que dessa forma ajudo as noivinhas porque eu já estive no lugar de vocês e sei como a insegurança é grande em relação a tantas coisas… então lá vai mais uma dica de ex noiva hihi.

eu escolhi uma ótima fotógrafa, a, mas o papel dela é tirar as fotos, escolher ângulos legais que faz parte do trabalho dela. os fotógrafos, em geral, têm muitas ideias diferentes, são criativos e tudo o mais (deveriam, pelo menos), mas eles não são “adivinhadores”. se você quiser algum tipo de foto, ou uma foto especial com um amigo ou familiar, você tem que escrever e falar com antecedência. fotos dos damos/padrinhos, por exemplo, já é comum da Rê fazer, mas essa disposição dos damos, a ideia dos óculos, eu falei pra ela como queria. mandei fotos parecidas e expliquei. aí no dia, ela soube orientar e posicionar os meninos. lógico que a naturalidade é essencial e resulta em fotos maravilhosas. com certeza eu não pedi pra fotógrafa orientar os damos a fazerem a posição do “Usain Bolt”, nem dançar “eu quero tchu, eu quero tcha” (hahaha), isso foi coisa do maridinho!
resumindo, o natural você já tem, o que você pode fazer é se organizar para realizar algumas coisas que você quer e que passam na cabeça da noiva (muitas, por sinal!rs)

essa foto é dos bastidores hihi (Marcelinho)

Fotos: Renata Marques
Terno noivo: Zara
Gravata: Calvin Klein
Sapato: Democrata
Lapela: Lorena e Etiene
Calça damos: Zara
Colete: Hardes Rigor
Gravata rosa: Global Mall 

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário

7 comentários

  1. Lilyan gouveia

    Hum.. Fotos bem criativas. Gosteii

  2. renata ribeiro

    Também terei "damos" no meu casamento, alias o seu casamento e da Junia são minha inspiração, pena que aqui em Brasília encontrar esses detalhes rústicos seja como achar agulha no palheiro.

    1. Lapis Noiva

      Que linda! Renata, Me manda um email pra eu te mostrar um casamento maravilhoso q foi ai em Brasilia!!! Beijocas

  3. Silvinha Girelli

    Ai com certeza terei damos e damas adultas! Acho a coisa mais linda!

  4. Ariana Melo

    me ajuda! sempre tive ideia de damos e damas, mas meu noivo nao sabe como os damos dele entrarão. se segurarão uma dose de bebida (brincadeira), mãos nos bolsos, mão perdidas… como foi no seu?

    1. Deborah freitas

      Gostaria de saber como os danos entraram? Tem algum vídeo? Pq no meu casamento tbm teremos damos e damas que entrarão separados, mas não sei como os damos entram

  5. Ingrid

    gostaria que houvesse alguma ideia de convite para os damos, pois procuro e nao encontro