{Dicas Úteis} Música para a Saída dos Noivos

Não tem como negar que músicas bem selecionadas emocionam e muito na hora da cerimônia. Parece que elas elevam os convidados, familiares, e noivos para um mundo onde só o amor acontece.

Cada etapa do casamento deve ser muito bem pensada quanto às músicas que as pessoas ouvirão, desde o momento de espera enquanto a cerimônia ainda não começa, à entrada dos padrinhos, dos pais, do noivo e da noiva. Cada uma vai dizer um pouquinho sobre aquelas pessoas ou sobre o que elas representam para o casal.

Já a música final vem num momento em que os dois agora são um, e ela deve representar algo que signifique para o casal! No post de hoje, a July Guerrero, cantora talentosíssima (e que arrasa em todos os casamento) divide dicas preciosas sobre como escolher uma música que deixe a saída dos noivos mais especial e significativa.

Sempre que um roteiro musical para a cerimônia é discutido na reunião com o casal procuro “logicamente começar pelo começo” (rs): Entrada do Noivo, Pais e Padrinhos, Entrada da Noiva e assim seguimos o roteiro. O estilo e personalidade dos noivos vai aflorando em cada escolha e a última música sempre gera uma expectativa: como será o encerramento?

A música de saída, na minha opinião, representa aquela união dos dois, um gosto em comum, o momento do casal… Essa música deve representar a personalidade dos dois enquanto “um ser só”, diferente de uma entrada de Noivo ou Noiva, que foca uma declaração de amor de um para o outro, ou o destaque da personalidade individual, é um momento mais singular para o casal.

Acredito que nessa escolha encontra-se a grande chance de surpreender a todos, como se fosse uma libertação! Pode ser uma música mais descontraída, para deixar aquele sorrisão, além de muitas palmas de todos os presentes, fazendo os convidados participarem ainda mais dessa etapa. O mais importante é que a música escolhida os represente, seja contando a sua história, seja lembrando um momento único ou desejando energias maravilhosas para essa nova etapa! Tenho alguns exemplos inesquecíveis que marcaram muito dessa trajetória por terem essa carga do tempo e dessa “novela” original e única que cada casal carrega.

Conheço histórias lindas que concretizaram todo o contexto do início do relacionamento na música final. Por exemplo, os noivos Melissa e Thiago que se conheceram em um show do Coldplay, onde o primeiro beijo aconteceu quando tocavam “Viva La Vida”. Foi um casal que se encontrou graças à ajuda de amigos que estavam presentes neste show e que foram os cupidos responsáveis pela união. Por mais que a letra da música não fosse amorosa e totalmente romântica, ela não poderia faltar no setlist. E no momento da saída todos cantaram juntos a parte do “Oh, oh, oooh, oh, oh, oh” , sabem? Coisa arrepiante e que fez total sentido naquela celebração.

Acho importante também ter ritmo, ser para cima! É uma chance de dar oportunidade para as palmas dos convidados, marcadas com o tempo da música. Esse foi o caso da Maju e do Francisco: eles escolheram a música “Home” {Versão – Edward Sharpe And The Magnetic Zeros}, pois sairiam do Brasil para construírem uma vida na Holanda e queriam passar a mensagem de que “casa é qualquer lugar que eu estou com você”.

“Ahh home, let me come home (Ahh casa, deixe-me ir para casa)
Home is wherever I’m with you (Casa é qualquer lugar que eu esteja com você)”

Lembro também do casamento da Dani e do André que também foram construir sua vida em outro país e “Cruisin” {Versão – Huey Lewis & Gwyneth Paltrow} foi a música final que emocionou a todos!

“ You’re gonna fly away (Você vai voar para longe)
Glad you’re goin’ my way (Fico feliz que você esteja no meu caminho)
I love it when we’re cruisin’ together (Adoro enquanto estamos viajando juntos)

Outro ponto legal é focar em um artista que ambos tenham gostado ou conhecido juntos, por exemplo um casal que se encontrou na adolescência e naquele início de namoro rolou um filme, uma trilha, uma música que marcou muito aquela época. Escolher uma música que fez parte daquele momento é ideal. Um dos artistas que a Natacha e o Marcelo admiravam era o Tim Maia, então finalizar o casamento com a música “Você” foi perfeito!

O tom da música de saída pode ser o “diferentão” se comparado com todo o repertório escolhido para a cerimônia, e se comparado com o estilo musical dos músicos contratados também. A Thaís e o William escolheram em sua maioria músicas religiosas para a cerimônia. Como música de saída, eles optaram pela atual e super dançante “Nosso Santo Bateu” {Versão – Matheus e Kauan}. Foi um prazer criar o arranjo e saber que aquela música fazia total sentido para eles, mesmo não sendo nossa “praia” foi o paraíso para eles e isto é o que vale.

Música de saída não tem preconceitos… Pode ser atual, pode ser das antigas, vale samba, vale rock, vale ser nacional, internacional, vale tudo! O que acredito é que a música que se torna memorável é aquela que vem carregada de história, de particularidades que só cada casal passa e sente.

Veja Também:

{Dicas Úteis} Músicas para a entrada da Noiva
Harpa + Acordeon – Dica de Música para Casamento
Músicas para cerimônia de casamento
Playlist gospel para casamento
{Dicas Úteis} Voz & Violão para a Cerimônia

Confira no #CanaldoLapis o nosso vídeo sobre Música para Casamento:

Gente que ama o que faz

Sobre a July Guerrero:

Se tratando da trilha sonora do seu dia especial ela é um elemento essencial, podendo enriquecer a ocasião de uma maneira grandiosa. O projeto da Cantora July Guerrero envolve a construção de um roteiro único e personalizado, musicando a história do casal e transformando amor em melodia com arranjos exclusivos. Oferece também todo o equipamento de som necessário para cerimônia, o que facilita e preparativo dos noivos.

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário via blog