Guia Rápidos

ebook lapis de noiva

Planner de Casamento

{Lápis Entrevista} Natasha Bleier conta como funciona um cronograma básico de um casamento

Nós aqui do Lápis sabemos o quanto é trabalhosa a fase dos preparativos para chegar no altar.  “Afinal, após um ano ou mais de preparo como será o dia do meu casamento?” A resposta é fácil: no dia do casamento, tudo tem que estar perfeito!

Independente do local e estilo de casamento, casais mais experientes já descobriram que após anos ou meses de contratações- e cada detalhe pensado- levam a um detalhado cronograma ou passo a passo do dia do evento. O cronograma é uma ferramenta super eficiente para organizar a linha do tempo de tudo o que está programado no dia do casamento.

Quem faz este trabalho é a assessoria contratada. Se tem uma assessora que sabe tudo por trás deste minucioso planejamento é a Natasha Bleier, que nós convidamos hoje para explicar melhor como o cronograma ajuda os noivos a terem um dia de sonhos inesquecível. Bora lá?

Como Funciona o Cronograma do Casamento?

“Esse super cronograma, gerenciado pela assessoria, ao contrário do que muitos pensam, começa muitas vezes um dia antes do evento. Com todos os contratos e pedidos em mãos entramos novamente em contato com cada fornecedor para ajustar toda a parte de logística. Ou seja, além de confirmar e repassar os pedidos, vamos ver com cada equipe o horário de chegada e entregas, além é claro das necessidades de cada um em relação a itens que necessitam de uma montagem mais delicada como iluminação, decoração etc.”  A função da assessoria é deixar esse quebra cabeça estruturado de maneira lógica e coordenada. Lembrando que sempre começam uma montagem de cima para baixo, ou seja: cobertura, iluminação, estruturas aéreas devem estar prontas antes dos itens que estarão no chão.

Diego Couto

 

O que Acontece depois da Montagem?

“Após a parte inicial da logística do dia- ou mais conhecida como montagem- tem início a parte da festa. Parece simples, mas não é. Isso por que todo casamento tem cerimônia, coquetel, jantar e acaba de na pista.  E aí está o maior segredo de todos. “Você consegue alterar completamente a experiência de um convidado e o estilo do evento de acordo com a distribuição dos acontecimentos no tempo. Por exemplo, se temos um casal que não quer ter pista de dança, mas também não quer um evento sem graça, como podemos fazer? Podemos iniciar com uma cerimônia bem especial, com surpresas e cheia de emoção, porém não muito longa para não deixar cansativo, seguimos para um coquetel estendido com um ambiente descontraído e com uma música ao vivo que deixe com aquele clima de bem vindos, e neste formato ter uma ilha com itens gastronômicos interativos (como uma ilha de bruschettas ou poke, por exemplo) que também fica muito legal.

Na hora do jantar pode-se intercalar o serviço empratado com o ponto de buffet, trazendo dinamismo e equilíbrio- por exemplo servir a salada nas mesas, porém os pratos quentes em buffet, e na sobremesa servir nas mesas novamente. Tudo isso vai tornando algo simples em uma experiência pensada exatamente para deixar o evento com a cara dos noivos, mais dinâmico, mais calmo, mais intenso e por aí vai.”

casamento no chateau du plas
Rafael Côvre

Como Encantar e deixar os Convidados Confortáveis?

A combinação entre o desejo dos noivos e a experiência da assessoria podem tornar um cronograma incrivelmente balanceado. Os momentos principais do cronograma a partir da chegada dos convidados são: cerimônia, coquetel, jantar (almoço/brunch) e festa. “Dentro de cada momento existem mil possibilidades e formas de conduzir os acontecimentos como mencionei acima. O mais bacana disso tudo é: faça com que tenha a cara de vocês, porém sem deixar de levar em consideração uma boa experiência para os seus convidados. Já vivi situações de casais que insistem em fazer as coisas em um formato que seria extremamente desconfortável para os convidados e obviamente se frustram no final, pois a consequência disso é que as pessoas não permanecem no evento. Se você não quiser pensar nas pessoas e conciliar os planos, sugiro fazer um elopement wedding onde tudo é feito e pensado apenas para os noivos.”

Em resumo, os tempos da festa são muito mais do uma questão de organização cronológica, ele se trata de uma forma estratégica de direcionar o evento para um estilo. Além do mais, o tempo passa tão, mas tão rápido que o casal não terá condições de se lembrar de coisas importantes que queriam fazer, como um agradecimento especial, uma dança, cortar o bolo, entre outros. “Nós da assessoria estaremos de olho para ir adicionando em cada momento sem que nada fique de fora. Inclusive o famoso boato de que os noivos nunca comem. Isto nunca aconteceu por aqui, para nós esse é um bom exemplo de falta de organização e experiência.”

Aloha Fotografia

Fiquei noiva, por onde começar?

Fiquei noiva, por onde começar?

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário via blog