Bate-papo sobre fotografia com Vini Brandini

Uma das grandes alegrias que o Blog Lápis de Noiva nos traz é poder compartilhar com os nossos leitores casamentos que inspiram. Nós também amamos poder ajudar, contribuir com a fase dos preparativos e sempre que possível, tirar as dúvidas mais frequentes das noivas.

O post de hoje é um verdadeiro tira dúvida e muito útil para você que está decidindo o horário e local da cerimônia, como registrar o making of, fotos após a cerimônia e qual o estilo de fotografia que combina com vocês.

Preparamos um bate-papo com o Vini Brandini, fotógrafo de São Paulo (mas que viaja por aí com sua câmera), super talentoso, querido, profissional de verdade e o melhor de tudo: ama o que faz!

vinibrandini

Fizemos algumas perguntas ao Vini. Aquelas perguntas que toda noiva (noivos) gostaria de saber, às vezes tem dúvidas ou sequer pensa sobre o assunto, embora entendamos ser muito importante!

Foi um bate-papo super gostoso e conversamos sobre:
– Cerimônia x festa
– Horário ideal, casamentos em ambiente fechado, igreja, campo
– Como o fotógrafo trabalha no dia do casamento
– Informações que os noivos precisam passar ao fotógrafo
– Dicas para os noivos terem um bom resultado “fotograficamente” falando
– Definindo o trabalho do Vini Brandini.

Vamos lá?! Tem muita informação legal, muitas dicas úteis e fotos lindas para inspirarem vocês.

vini1

Já começamos com uma pergunta difícil! Geralmente eu gosto mais da cerimônia, pois na maioria das vezes é o momento mais emocionante. É o momento em que todo mundo pára para ver a noiva entrar, o casal trocar os votos e alianças, o primeiro beijo. Enfim, na maioria das vezes é o ápice do evento! Com certeza é o momento mais tenso para mim (e para todos os fotógrafos/ videomakers). O frio na barriga é inevitável mesmo tendo fotografado mais de  200 casamentos na minha carreira. E eu adoro isso! Me sinto vivo e motivado!

cerimonia 05cerimonia 02cerimonia 13cerimonia 04 cerimonia 06 cerimonia 07VB4 cerimonia 09 cerimonia 10 cerimonia 11 cerimonia 12

vini2

Cerimônia marcada para 2h antes do pôr do sol. A luz que eu mais gosto é a luz natural.  E nesse horário ela é ainda melhor, pois o sol começa à baixar e luz começa a ficar lateral. Eu amo essa luz, que me permite trabalhar com ela à favor, com uma cor e intensidade perfeitas, ou contraluz, que rende efeitos e uma certa dramaticidade. Mesmo em locais fechados (como uma igreja ou um salão), essa luz é bacana, pois muitas vezes ela entra por janelas, portas ou frestas. E na saída da cerimônia ainda temos uma luz linda para fotografar as famílias, os padrinhos e os noivos sozinhos.

melhor luz 05melhor luz 04fer e le 53melhor luz 06case-semelhor luz 02melhor luz 07melhor luz 14melhor luz 08melhor luz 17melhor luz 12

 O segundo horário que mais gosto é a cerimônia marcada para manhã. Geralmente é no fim da manhã ou horário do almoço. A luz natural é linda! Mas nesse horário ela é muito dura/forte. Então, se a cerimônia for ao ar livre, complica um pouco o nosso trabalho. Os olhos das pessoas ficam com sombra (pois a luz vem de cima) e a diferença de iluminação entre os locais mais claros e escuros é gigante, formando sombras muito fortes e algumas vezes difícil de lidar na fotografia. Eu sempre sugiro que o casal procure um local com sombra, como embaixo de uma árvore, por exemplo. Funciona bem. E se for em um local totalmente descoberto, eu torço para que seja um dia nublado, pois a luz fica mais difusa.

VB7manhã02manhã04manhã03

Por fim, as cerimônias mais difíceis de fotografar são as realizadas à noite, especialmente em espaços/buffets/restaurantes. Em igrejas costuma ser tranquilo, pois quase todas têm uma iluminação razoável ou boa.

VB6

Infelizmente, grande parte dos espaços que disponiblizam local para cerimônia, têm problemas com iluminação. São poucos os que iluminam o rosto dos noivos. Boa parte só se preocupa com luz nas costas do casal. Muitos esquecem de iluminar os padrinhos e convidados. Sem contar espaços e decoradores que colocam luz verde, âmbar e/ou iluminação vindo de baixo, o que provoca um efeito de filme de terror. E existem alguns locais que simplesmente não colocam luz! Só velas. A gente já se acostumou e hoje em dia leva leds para montar a nossa própria iluminação caso seja preciso. Perdi a conta de quantos celebrantes já me agradeceram por ter ascendido a minha luz, já que não era possível ler os textos da cerimônia de tão escuro que era o local.

vini3

Eu tento ir o mais tranquilo possível e com a cabeça livre. Hoje em dia eu tento não criar expectativas, pois já me dei muito mal esperando coisas que não aconteceram, como uma boa iluminação, um local bonito, etc. Hoje eu penso assim: vou lá contar a história do casamento deles, da melhor maneira possível, seja lá como ela for!

melhor luz 11

Eu não tenho nenhuma exigência, mas começo a me programar e a tentar direcionar algumas coisas já na primeira reunião com o casal, seja ela pessoalmente ou por skype/facetime, algo que está cada vez mais comum. Nessa reunião, conversamos sobre o casamento e o meu trabalho e já dou algumas dicas do que acho que funciona bem, como local do making of e o horário da cerimônia por exemplo. Sim, já convenci e continuo convencendo muitos casais a antecipar o horário da cerimônia para fotografarmos na melhor luz possível.

vini4

Cerca de 10 dias antes do casamento, eu envio para o casal um checklist para confirmar todos os detalhes, como endereços, horários e perguntando algumas coisas das famílias e da cerimônia e festa. Eu acho importante ter essas informações para não esquecer de nada e para não cometer gafes (já fotografei casais que tem pais separados e que não se dão bem). Junto com esse checklist, eu envio um pdf com dicas para o dia.

dicas 02

No dia do casamento, geralmente vamos em 2 fotógrafos. Quase sempre eu e o Iury Carvalho. A gente se divide nos making ofs (geralmente eu fotografo a noiva à partir de 3h antes da cerimônia e o Iury o noivo) e trabalhamos até o fim do evento. Como só fazemos um casamento por data, a gente faz questão de ficar até o finzinho mesmo. Muitas vezes vamos embora depois dos noivos!

carol e flavio 76dicas 13 dicas 17 dicas 25

vini5

São várias, mas vou tentar resumir de acordo com cada etapa:

1 – Making of. Procure um lugar tranquilo e realmente exclusivo para o seu making of. Eu recomendo que a noiva se arrume em casa, ou na casa de alguém (sogra, irmão, amiga). Outra ótima opção, é se arrumar numa suíte de um hotel. Ou ainda, faça o seu making of no próprio local do casamento. Vários espaços disponibilizam salas para as noivas se arrumarem.

Outra dica para o making of: não se arrume sozinha. Chame a família e amigas mais próximas para participarem dos preparativos. As fotos mais legais dos making ofs não são fotos dos cílios, ou da finalização do cabelo, mas sim, da interação entre noiva e amigas/família. Sorrisos, gargalhadas, caretas, etc.

2 – Cerimônia. Se possível, case de dia. É a luz mais bonita. Mesmo em locais fechados, como igrejas, a luz do dia invade o local pelas portas e janelas. E após a cerimônia, ainda teremos tempo de fotografar as famílias e o casal com uma luz linda. Se não for possível casar de dia, lembre que nós precisamos de luz para trabalhar! Luz branca ou levemente amarelada. Nada de cores e efeitos nas luzes. Nada de ambiente escuro para “dar um clima”. Deixe o clima para a festa.

Enriqueçam a cerimônia com detalhes: façam os votos personalizados! É mais real, mais emocionante e mais bonito. Nada de cerimônia de 10 minutos! Precisamos de um tempo para fotografar vocês, as famílias e os detalhes!

3 – Festa. Curtam a festa!! Nada de se preocupar com muitas formalidades e obrigações. Vocês não são obrigados a tirar fotos com todos os convidados. A única “obrigação” é curtir do jeito de vocês, seja dançando, seja conversando, seja bebendo. Enfim, relaxem e curtam de verdade. As melhores fotos surgem desses momentos descontraídos. É claro, se for possível, pensem em momentos que sempre rendem boas fotos: uma primeira dança. A hora de jogar o buquê. Quando mais momentos legais tivermos, mais chances teremos de conseguir boas fotos.

dicas 01 dicas 04 dicas 06 dicas 11 dicas 12 dicas 16 dicas 19 dicas 21poliana e wallan 05dicas 29dicas 23flavia e luca 58dicas 28 dicas 31tata e ricardo 36

comovocêdefineseutrabalho

Eu não gosto muito de rotular o meu trabalho. Prefiro que os noivos façam isso. Mas se eu precisar escolher uma palavra para definir, a palavra é personalizado. Eu tento identificar algumas características no casal e a partir daí, eu direciono o meu trabalho para uma linha ou para outra.

Eu fotografo alguns casais que detestam posar para fotos. Não gostam mesmo. Então eu busco uma abordagem totalmente documental. Eu tenho alguns clientes que dizem que não gostam de fotos posadas. Mas eu vejo que se forçar um pouco, eles topam ser dirigidos, mesmo que seja algo sutil. Então nesse caso o trabalho é um mix de fotografia documental com retratos dirigidos. A maioria dos meus clientes tem esse perfil. Procuram um trabalho que priorize fotos espontâneas, mas topam fazer retratos legais!

borda vini2

Eu tenho também vários clientes que não tem problema nenhum em posar. Nesse caso, eu consigo trabalhar bem os retratos. Geralmente fazemos sessões antes do casamento e algumas vezes, até depois. E no dia do casório, esse casal separa um tempinho legal para os retratos, sem aquele desespero para entrar logo na festa. Eles valorizam essas fotos e me dão o tempo necessário para criar e para dirigí-los em fotos planejadas.

Uma coisa muito positiva que cada vez mais eu tenho ouvidos dos casais que fotografo é algo assim: “Vini, eu me reconheci nas fotos!”. É justamente isso que eu quero. Busco fazer um registro verdadeiro e original, do jeito que os noivos são.

VB1 copy

retratos 03 retratos 04 retratos 05 retratos 06Sem Título-2 retratos 07Sem Título-1 retratos 11 retratos 12

Lindas as fotos e muito importante cada palavrinha do Vini para nós! Se você quiser conhecer mais o trabalho dele, entre em contato através do nosso Guia de Fornecedores ou diretamente pelo site. 

retratos 13

 

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário via blog

Comentários via blog

  1. Ual!
    Já tenho fechado com meu fotógrafo, que indico de olhos fechados. Mas o Vini deu várias dicas que vou guardar e vão me ajudar muito na hora do casamento.
    Obrigada!
    #AmoLapisDeNoiva!

  2. Eu também já fechei com o fotógrafo, mas as dicas do Vini foram ótimas! O melhor é que meu casamento vai ser de dia, justamente para valorizar as fotos, e agora eu tenho mais certeza de que fiz a escolha certa!

  3. Eu também já fechei com o fotografo rsr, que também é muito bom, mais essas dicas ajudaram bastantes mesmo, vou guardar com carinho, gente eu amo esse blog ajuda demais rsrs
    bjão

    1. Olá Paulinha! Obrigada pelo carinho! Adoramos saber que de alguma forma estamos te ajudando! beijinhos e sucesso nos preparativos!

  4. Amei as dicas como noiva e fotógrafa também. hihi
    Apesar de ñ fotografar casamentos, essas dicas são ótimas pra tudo!
    Já fechei com o fotógrafo, ms adoro e acompanho o trabalho do Vini…parabéns pra ele pelo trabalho sempre fantástico!

  5. As dicas foram ótimas e as fotos falam por si!
    Eu estou em fase de pesquisa de fornecedores, inclusive de espaço, e me apaixonei pelo lugar mostrado na última foto (capa do post)! Onde que é? Sabe me dizer, por favor!?

      1. Oi Vini! Obrigada pelo retorno, infelizmente não vou casar na Itália (o que não seria ruim! rsrs), mas com certeza vou considerar o seu trabalho na hora de escolher o fotógrafo!
        Beijos!

    1. Oi, Maitê!
      Esse lugar é o do meu “segundo” casamento, na Itália, porque meu marido é italiano. O lugar é lindo e a o clima de outono deu um toque todo especial, que o Vini captou com maestria, como sempre!
      :)
      Bjoss

  6. O Vini fotografou meu casamento duplamente: no Brasil e na Itália (segunda comemoração que fizemos pois meu marido é italiano). O que dizer dele: profissional, humilde, super gente boa. No Vini você pode confiar 100%, com ele não tem tempo ruim.
    Vini, espero que você sempre continue assim, sendo um cara bacana que tira fotos, sem ser estrela, pois essa é a sua diferença para tantos outros fotógrafos e um dos seus grandes trunfos, além, é claro, do olhar incrível para captar momentos especiais de forma realmente única! Eu recontrataria o Vini de olhos fechados e todas, mas digo todas as minhas amigas fizeram ou vão fazer o casamento delas com ele :) thanks, Vini!!
    Flávia

  7. O Vini é fofo demais!!! Meu casamento é só em novembro, mas já fiz o ensaio e o civil e AMEI!!! Foi mega divertido, nunca achei que uma sessão de fotos fosse tão legal!! Não vejo a hora de chegar o meu grande dia! bjosk