ebook lapis de noiva

Planner de Casamento

Atelier Luit conta para você sobre as mudanças no mindset do atelier ao criar vestidos de noiva

A pandemia e o isolamento social, fizeram nascer um novo perfil de consumidor: The Settlers. Identificados como uma nova geração de consumidores entre 20 e 40 anos que buscam equilibrar lazer e trabalho e estão dispostos a alterar o ritmo de vida para uma marcha de vida mais simples, eliminando ao máximo o que não for essencial para sua existência. É o slow life ditando as regras para a consolidação do slow fashion no mundo da moda.

Nesse sentido caberá às empresas acompanhar os novos formatos de consumo ditados por esse novo consumidor, criando novos processos e aprimorando os antigos. O Atelier Luit veio contar pra gente hoje como está fazendo isso e seguindo com um conceito de criação e produção sustentável para vestidos de noiva. Bora conhecer mais?

 

 

Atelier Luit & Sustentabilidade

“O Atelier Luit segue o conceito sustentável e atual, com produção desacelerada e feita de maneira racional, produtiva e humanizada. Produzimos de acordo com pedidos efetivados- e nesse caso trabalhamos sem estoques de produtos acabados ou de matéria prima, o que minimiza perdas e gastos e gera redução no centro de custo do produto e a conseqüente redução no valor final, justificando a competitividade de nossos preços, que são menores do que o mercado pratica, não porque usamos matérias ou mão de obra de menor qualidade, mas porque somos conscientes na otimização e valorização de todos os processos de confecção e comercialização.

Um dos conceitos que esse novo perfil apresenta é o reconhecimento do consumo local como mais importante para a valorização da produção artesanal. Nossa produção é local e toda executada internamente por nossa equipe, que conta com 10 pessoas, formada por artesãs, assistentes de produção e de atendimento devidamente registradas sob a CLT, com remuneração justa e condições de trabalho socialmente motivadoras. O resultado do nosso trabalho é decorrente de processos responsáveis e executados com o máximo carinho dedicado as nossas noivas e sem impacto social aos colaboradores diretos e indiretos do Atelier. Durante toda a quarentena demos continuidade aos processos de produção, feitos na casa de cada uma de nossas artesãs e após o recente retorno da quarentena toda a equipe foi preservada considerando os protocolos de saúde e higiene orientados pelo Ministério da saúde.

No entanto de todos os aspectos que compõem o novo formato, acreditamos ser a transparência a melhor forma do novo consumidor se assegurar de que a empresa produz de forma consciente e sustentável e que atenda às novas expectativas. E para demonstrar o quanto estamos considerando essas mudanças, o Atelier Luit pretende abrir as portas de sua linha de produção para mostrar às nossas noivas quem faz o vestido, como ele é feito e como é armazenado durante todo o processo de confecção.

Pretendemos mostrar como, a partir de partes de tecido que restam depois do corte dos vestidos, podemos reaproveitar para confeccionar o uniforme de nossas artesãs ou ainda mostrar que  através de técnicas de aplicação feitas à mão por nossas bordadeiras recriamos novos tecidos, onde flores e brasões dão lugar a lindas composições com motivos únicos e exclusivos, nesse caso aqui exemplificando o processo de upcycling (reutilização criativa) onde ocorre a transformação de um produto indesejado em produtos de maior qualidade, evitando desperdícios e reduzindo o volume de compra de novas matérias primas. Compramos o necessário, reutilizamos os materiais e reduzimos assim o impacto econômico.

O atelier não trabalha com troca de coleções que se renovam a cada estação e criamos nossa linha Blue que é perene, não obstante constantemente sejam lançados novos modelos de acordo com as tendências, que naturalmente evoluem.

O fato de nossa linha ser contínua e permanente leva também a uma maior otimização do custo de desenvolvimento e a conseqüente diminuição no preço final para o consumidor .

Vale ressaltar que com o slow life a demanda deve desacelerar e conseqüentemente a produção de bens deverá ser em menor escala e com a presença forte de itens personalizados. Com essa atmosfera de introspecção do isolamento tivemos a expansão da criatividade do consumidor e fez a idéia do DIY (do it yourself) retomar sua importância. Decidimos então dar mais espaço para essa tendência oferecendo as nossas noivas kits com materiais que ficam do corte dos seus vestidos para que elas possam criar algo único e pessoal e guardar como lembrança afetiva e eterna.

Vale ainda ressaltar que parcerias com fornecedores de um mesmo segmento também fazem parte desse novo formato de consumo e buscam potencializar qualidade de atendimento com o alcance de diferenciais que recebam o consumidor com emoção e sentimento. Estamos então na busca de parceiros que possam recriar produtos a partir de tecidos e matérias não aproveitados durante a confecção do vestido. Imagine o sentimento da experiência de ter as lembrancinhas de seu casamento, feitas com o mesmo tecido utilizado em seu vestido.

Cuidar da emoção e dos sentimentos das nossas noivas será a principal ação do Atelier. Atender com qualidade, com respostas rápidas e qualificadas, dentro do ciclo de processos onde nossa noiva ocupa a posição central .

Todos esses processos de aproveitamento, reutilização e redução de gastos fazem parte do conceito sustentável, no entanto vivemos um momento de grande transição e até que esses processos estejam verdadeiramente inseridos no dia a dia das pessoas, ainda caberá muito aprendizado a ser incorporado e nos alinhe a uma economia de ciclo circular. Na verdade essa transição é um processo cultural e de comportamento que deverá ainda durar alguns anos.

O homem deve passar a ser utilizador antes de ser consumidor e por isso vai passar a fazer compras conscientes de tudo aquilo que adquire.

É a revolução no mundo da moda, que quer mostrar quem faz as roupas que vestimos, de onde vem os materiais utilizados e como são os processos de produção, valorizando os processos personalizados, que renovem os sonhos e acariciem as emoções de nossas noivas ao se sentir exclusiva independente de padrões de beleza e ao mesmo tempo tragam facilidade de vestir, de lavar e que acima de tudo atendam aos novos formatos de compras conscientes.

É ainda uma filosofia idealista, mas caberá a nós interligar os recursos ate então desenvolvidos e aplicá-los à ambientes produtivos que se mantenham esteticamente harmoniosos e motivem a generosidade.

Somente a generosidade poderá assegurar nosso futuro e se adequar aos padrões do novo normal sem que a essência intima de cada ser humano seja desconsiderada.”

 

 

Já segue a gente no Pinterest? Temos inspirações lindas esperando você por lá:

pinterest

 

Vale a pena ler

O que é e por que escolher um vestido de noiva usado (second hand) ou vintage
Vestido de Noiva Plus Size: todas as dicas para escolher o seu!
Vestido de Madrinha de Casamento: + de 80 inspirações de todas as cores pra você escolher!

Gente que ama o que faz

Fornecedores do Lápis de Noiva nesse post

Encontre mais fornecedores no nosso GUIA

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário via blog