Inspiração Irlandesa – Casamento Carol e Felipe

Com inspirações na Irlanda e na cultura de lá, o casamento de hoje está super charmoso e lindo!

A Carol e o Felipe possuem uma história de amor cheia de reviravoltas, mas o destino tanto fez que os dois por fim se entregaram a esse amor…

Como ambos amam a Irlanda e a sua história começou por causa dessa paixão em comum, decidiram realizar uma cerimônia sem as tradições convencionais (padrinhos, gravata, jogar buquê…) no inverno, o mais irlandês possível! Assim, suas referências foram de pubs, tavernas e música folk.

A decoração, toda feita pela Fatto Manu, ficou lindíssima! Contou com bastante rústico, numa paleta neutra em tons de nude. Os detalhes ficaram por conta dos troncos, galhos secos, pinhas secas, caminhos de mesa feitos de juta e guardanapos em cor areia.

Amamos o vestido ultra delicado da noiva contrastando com o marsala forte do buquê. Noivo e pajens usavam O Francês Gravataria.

Momentos Especiais

“O casamento inteiro foi inesquecível. Foi tudo muito além do que esperávamos. Mas podemos destacar alguns momentos, como: a banda tocando uma música que foi um pedido fora do setlist deles, a música Galway Girl, tema do filme PS I Love You, na qual de forma muito espontânea, os convidados entraram no clima fazendo uma brincadeira de roda para celebrar com animação a felicidade dos noivos. O brinde, que foi virar uma pint de Guinness ao som de uma música irlandesa. E a própria cerimônia que foi celebrada por uma amiga e cúmplice do nosso relacionamento.”

História de Amor

2012 – Carol e Felipe não se conhecem. Carol é solteira, Felipe é casado. Ambos paulistas da zona oeste de SP. Resolvem fazer uma viagem para Dublin, na Irlanda. Carol vai em fevereiro para passar 1 ano, Felipe vai em março passar 1 mês em período de férias e curtir o famoso St. Patrick’s Day.

17/03/2012 –  O dia em que provavelmente se cruzaram e que certamente passaram um bom tempo separados apenas pelas paredes de um Pub durante o famoso feriado irlandês

Vida que segue (sem se conhecerem), Carol ainda na Irlanda, começa a namorar um brasileiro.

2013 – Carol retorna ao Brasil com o namorado. No processo de conseguir emprego, ele consegue uma oportunidade no Rio de Janeiro e Carol começa a direcionar suas buscas também para o Rio. Antes de qualquer mudança acontecer, o namoro acaba (ainda bem). Depois de algum tempo, Carol recebe uma proposta irrecusável para trabalhar na Barra da Tijuca e resolve não desperdiçar a chance.

2014 – O final de 2013 desperta em Felipe o interesse de viver novas experiências profissionais, então ele começa a busca por novos desafios e, nas pesquisas, descobre a empresa no Rio na qual Carol estava trabalhando. Seria uma oportunidade dupla, além do emprego, estaria mais próximo da sua mãe que há pouco, havia se mudado também para a Barra da Tijuca.

Com a proposta de emprego em mãos, ele descobre que um colega tem uma amiga que
trabalha nessa nova empresa e, em 21/02/2014, Felipe adiciona Carol no Facebook: “Oi Carol. Trabalho com o Marco e ele me disse que você trampa na Huge Rio, estou indo para aí
depois do Carnaval. Bom saber que terá alguém por perto pra comemorar o St. Patrick’s Day”. Descobrem assim, uma paixão em comum: o amor pela cultura irlandesa.

Felipe se muda para o Rio, conhece Carol pessoalmente. E, como não poderia ser diferente, em 17/03/2014, eles comemoram o 2º St. Patrick’s juntos!
Se tornam grandes amigos e aliados paulistas em terras cariocas. Em tão pouco tempo, ele
até dedica o primeiro pedaço de bolo de aniversário para Carol, diante da empresa inteira. Passam assim a fazer tudo junto, desde almoçar até viajar para SP nos fins de semana. Em setembro, Carol sai da empresa e volta para São Paulo. Felipe continua no Rio e eles permanecem amigos, em contato pelas redes sociais e em visitas esporádicas nas idas e vindas entre SP e Rio.

2015 – Em março, Felipe vai para SP para comemorar o 3º St. Patrick’s junto com Carol. Uma semana depois, ele termina o casamento e logo aparece com outra pessoa (que pena). Carol se incomoda com o ocorrido e pensa: “Como assim?! E eu aqui, esperando na fila?!”. E percebe assim, que tem algo estranho. Bem, ele se envolve com essa pessoa, até que ela vai embora para a Califórnia.
Algum tempo depois, em julho, surge uma oportunidade para ele trabalhar por um tempo na
Califórnia e, antes dele partir, vai para SP se despedir da família e dos amigos. Avisa Carol e a convida para sair. Um encontro que ela pensou ser com mais pessoas e em algum bar, acabou sendo um jantar bem-intencionado numa pizzaria muito aconchegante. A conversa fluída e tensa, gera um after: uma noite de rock num bar da Vila Madalena. Conversa vai, conversa vem, ele toma coragem para beijá-la. E assim surge um caso (rs). Ele a convida para ir para o Rio no fim de semana seguinte para mais uma despedida e, sem pensar muito, ela aceita. Passam assim mais um fim de semana juntos e, na sequência, ele parte para uma temporada em San Francisco.
Chegando lá, ele pensa que o destino estava conspirando para que ele estivesse com aquela
outra mulher e resolve assumir um namoro com ela. Carol ao saber, corta totalmente qualquer relação com ele.

Ao longo dos meses, ele tenta fazer contatos com ela e ela nega uma reaproximação. Até que, numa manhã de domingo de outubro, ele a surpreende com uma mensagem de saudades pedindo para que ela vá para lá passar uns dias com ele. O que aconteceu? Durante a madrugada de sábado para domingo, ele acorda chamando pela Carol, percebe que tem algo errado e que está apaixonado por ela. No domingo de manhã ele termina o namoro e manda a fatídica mensagem para a Carol.
Eles conversam, se acertam, ela compra uma passagem e se aventura partindo para uma

temporada de 15 dias em San Francisco. E foi no dia 26/11/2015, num passeio pelo Yosemite Park, que ele a pede em namoro!!

2016 – Felipe retorna ao Brasil, já transferido pela empresa para trabalhar em São Paulo. O namoro segue bem. Ambos conseguem marcar as férias para outubro e planejam uma viagem juntos. Decidem fazer uma Eurotrip. E foi no dia 31/10/2016, na cidade de Verona (Itália), numa viela tão linda, que ele pede para tirar uma foto. Ela espera enquanto ele posiciona a câmera e, ao correr para pose, se ajoelha, mostra o anel e a pede em casamento. Obviamente correm para escrever seus nomes na parede da casa de Julieta!!

Veja Também:

Casamento em um Pub – Paula & Douglas
A festa não pode acabar! – Casamento Milene & Alan
Casamento dos Sonhos em Ouro Preto – Larissa & Luiz

 

Gente que ama o que faz

Decoração, Buquê, Flores e Lapelas: Fatto Manu | Gravata do Noivo e Padrinhos: O Francês Gravataria

Fornecedores

Decoração, Buquê, Flores e Lapelas: Fatto Manu | Gravata do Noivo e Padrinhos: O Francês Gravataria | Local e Buffet: Casa Ventura | Vestido da Noiva: Light In the Box | Sapato da Noiva: Arezzo | Acessório de Cabelo da Noiva: Pérolas shell compradas pela Carol e tiara feita pela tia dela (Ione Lopes) | Beleza da noiva: Mariana Selingardi Make Up e Cris Carvalho Hair and Make Up | Traje do Noivo: Highstil e Brooksfield | Sapato do Noivo: Democrata | Celebrante: Paola Sales | Identidade Visual e Convites: Noivos | Bolo e Doces: Mari Pretti | Tortas: Marilia Zylbersztajn | Bem Casados: Tio da noiva (Nilson Lopes de Souza) | DJ e Sonorização: Cristiano Lima | Banda: O Bardo e o Banjo | Fotografia: Sonhos Altos Fotografia | Assessoria: Morelli Assessoria e Cerimonial | Alianças: Vivara

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário

6 comentários

  1. ANA CAROLINA VIEIRA

    Vida real! Amor real!! Amo muito tudo isso!! Muitas felicidades ao casal!! S2

    1. Carol

      Obrigada Ana! Nossa história é bem real, mas nosso casamento foi um conto de fadas 😍 Felicidades a todos nós! 😘

  2. Gente, chorei aqui. <3
    Como vale a pena acreditar no amor!

    1. Lapis Noiva

      Vale MUUUITO! Bjss

    2. Carol

      Mari, sabe aquela máxima de quando é pra ser, é!? Eu acreditei e contuarei acreditando sempre 😍 Super beijo!

  3. Darine

    Linda essa historia, Parabéns